Lana Del Rey não vai mais cantar “Cola” por ter sido inspirada em Harvey Weinstein

Lana Del Rey não vai mais cantar “Cola” por ter sido inspirada em Harvey Weinstein

Lana Del Rey não está a fim de cantar “Cola”, uma das músicas do “Born to Die: The Paradise Edition”, em seus shows. Isso porque a música teve como uma das inspirações o produtor de Hollywood Harvey Weinstein, acusado de assediar e abusar sexualmente de várias mulheres.

Em entrevista à MTV, Lana disse que não se sente mais confortável em apresentar “Cola” 

“Quando eu escrevi a música, eu tinha em mente uma imagem meio Harvey Weinstein, Harry Winston. Um visual benevolente, uma estrela coberta de diamantes, algo como ‘Cidadão Kane’. Não tenho certeza. Na época, achei que era engraçado, e obviamente hoje eu acho muito triste. Eu apoio as mulheres que revelaram [os assédios]. Acho que elas são muito corajosas. Obviamente não me sinto confortável com a música agora.”

Quando a repórter pergunta se Lana vai “aposentar” a canção, ela diz: “Sim, eu diria que definitivamente. É a única coisa certa a se fazer“.

O site Genius, que disponibiliza letras de músicas e informações sobre as composições, disse que na época do lançamento de “Cola”, o verso antes do refrão falava diretamente de Weinstein e seria o seguinte: “Harvey’s in the sky with diamonds and he’s making me crazy“. Mas nos encartes digitais do “Born To Die: The Paradise Edition” e do EP “Paradise”, a estrofe aparece como “Ah, he’s in the sky with diamonds“.

Fonte: Papel Pop